MOVIMENTO ABSTRATO:

Danças Tradicionais Africanas e Improvisação

241062153_374838990960927_3165035010977200320_n_edited_edited.jpg

com VASCO PEDRO MIRINE (Moçambique)

Sábado e domingo: 20, 21, 27 e 28 de novembro 

10h às 11h30 (Brasília)

13h às 14h30 (Lisboa)

15h às 16h30 (Maputo)

On-line ao vivo - Zoom Mucíná

Quatro encontros para aprender a Improvisar a partir de Danças Tradicionais Africanas.

Com certificado de participação

QUERO ME INSCREVER

O curso tem como foco a criatividade improvisacional, a natureza do movimento, do inconsciente para o consciente.

Nesses 4 encontros você vai:

 

- conhecer algumas técnicas de Danças Tradicionais Africanas, usando métodos da Dança Moderna e Contemporânea para analisar, ensinar e unificar diferentes energias entre diferentes corpos, através da conexão espiritual.

 

- construir o movimento abstrato a partir de noções e linguagem corporal dos movimentos de base de Danças Tradicionais Africanas, usando didaticamente métodos que conheço da Dança Moderna e Contemporânea para analisar os movimentos.

 

- desenvolver habilidades físicas, conhecimento de linguagem corporal na teoria e na prática, tendo a linguagem africana de mover no centro.

 

 

Para quem

A prática é para todo praticante de atividades físicas, assim como praticante de outras disciplinas artísticas.

Preço

1 encontro avulso - R$100

Os 4 encontros - R$350

Até o dia 12/11 sex - R$299

 

Desconto de 5% para 2 inscrições simultâneas.

Por transferência, boleto ou crédito em até 12 vezes

 

Ação afirmativa

Para pessoas auto declaradas negras ou indígenas, entre em contato

 

Bônus para quem se inscreve nos 4 encontros:

- Entrada na mostra on-line do solo de Vasco Pedro Mirine e bate papo com o artista e Marília Carneiro no sábado 04/12 às 10h [confirmar data].

VASCO PEDRO MIRINE

WhatsApp Image 2021-10-25 at 22.46.27.jpeg

Bailarino moçambicano.

Graduado em escultura pela ADPP em Moçambique.

Formado na Escola P.A.R.T.S. em Bruxelas.

Treinado em dança tradicional africana desde a infância, começou na Companhia municipal de canto e dança da Matola.

Atua como bailarino na Culturarte, com o coreógrafo Panaíbra Gabriel.

Estudou na École des Sables, no Senegal, com Germaine Acogny.

É do elenco da versão africana da "Sagração da Primavera", de Pina Bausch.